Machado de Assis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Casal-banguela.jpg Este artigo é sobre algo ou alguém com falta de beleza!

Não nos responsabilizaremos por qualquer dano em sua visão ou vontade de continuar a viver.
Alguma foto da Preta Gil pode estar neste artigo.

Rioband.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.

Sou feio? Nem um pouco, minha barba é meu charme!
Descitacoeslogo2.png
O Descitações possui citações de/sobre Machado de Assis.

Cquote1.png Sim, o machado é meu! Cquote2.png
Assis sobre o machado
Cquote1.png Machado bom mesmo é o Tramontina! Cquote2.png
Joel Santana sobre Machado de Assis
Cquote1.png Você traiu o movimento romântico, véio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Machado de Assis
Cquote1.png Eu sou a lenda! Cquote2.png
Machado de Assis sobre ele mesmo
Cquote1.png WTF?? Cquote2.png
Will Smith sobre comentário acima
Cquote1.png Meu pai usa o Machado de Assis e o Facão do Zé! Cquote2.png
Filho de Lenhador sobre Machado de Assis
Cquote1.png Na União Soviética, Machado de Assis não entende VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Machado de Assis
Cquote1.png O que não admira, nem provavelmente consternará, é se este outro livro não tiver os cem leitores de Stendhal, nem cinquenta, nem vinte, e quando muito, dez. Dez? Talvez cinco. Cquote2.png
Machado de Assis sobre cada livro que escrevia
Cquote1.png Aprendeu com o mestre. Cquote2.png
Fiódor Dostoiévski sobre Machado de Assis
Cquote1.png Não me amole! Cquote2.png
Machado de Assis sobre o cometário de Dostoiévski
Cquote1.png Quem castrou Alves? Machado de Assis! Cquote2.png
Estudante nerd sobre Machado de Assis
Cquote1.png Sabe como ele fez? Camões! Cquote2.png
Estudante nerd completando a piada
Cquote1.png Gostou dessa piada? mas essa não é minha, Eça é de Queirós! Cquote2.png
Estudante nerd fechando com chave de ouro
Cquote1.png Sempre que preciso, o Assis me empresta o machado. Cquote2.png
Lenhador
Cquote1.png Ele não leu nada meu, pra que vou ler algo dele? Cquote2.png
Paulo Coelho
Cquote1.png Comecei minha carreira na imensa necessidade de fazer com que a Desciclopédia em português não perdesse para a francesa. Cquote2.png
Machado de Assis sobre Sua carreira
Cquote1.png Madness? THIS IS SPARTAAAAAAAAA! Cquote2.png
Leônidas sobre O Alienista
Cquote1.png Meu pai! Cquote2.png
Machadinha de Assis
Cquote1.png Ele participou do realismo, mas fui eu quem comi o D. Pedro II! Cquote2.png
José de Alencar sobre Machado de Assis

Joaquim Maria Machado de Assis, filho de Enxada de Souza e Foice de Assis, foi o maior escritor brasileiro depois de Bruna Surfistinha e Carla Perez. Sócio fundador da comunidade alcólatra hospital geriátrico dito Academia Brasileira de Letras, teve inúmeras homenagens no Brasil, sendo a maior delas o fato de ter figurado nas notas de Um Cruzeiro Colloral.

Um viking brandindo o Machado de Assis

Vida Bandida[editar]

Figura polêmica e notória das desletras brasileiras e da literatura, Machadim era um atormentado étnico: não bastante negro pra fazer chapinha, não bastante branco para usar protetor solar 50. Seu pai era pintor de parede e a mãe lavadeira de cuecas. Morou de favor na chacára da família Barroso, pegava a filha da família no celeiro, mas a menina tinha a tchaca muito peluda então para não ter mais que aguentar a peste, se mudou. Começou a frequentar a Sociedade Patalógica. Com o passar dos anos começa a encontrar problemas com sua sexualidade, tendo inúmeros casos bi, tetra e pansexuais, muitos, inspirações para livros como 'Ocidentais' , 'Outras Relíquias', 'Contos da torcida flamenguista', 'Queda das mulheres que têm pêlos tolos', 'Não consultes o médico', entre outros... Amigos intimos o chamavam de boca de veludo. Podiam encontrá-lo no bar do Isac ou em casas de massagem por todo Rio de Janeiro.

Grandes Obras[editar]

Obra de Machado de Assis. É possível perceber, olhando de longe, como o conteúdo deve ser rico em conhecimento.

Os livros de Machado de Assis são leituras obrigatórias nos vestibulares nacionais:

  1. O que aprendi à escrever com Bruna Surfistinha
  2. Por trás de Marimbondos de Fogo, a picadura que queima.
  3. Memórias Póstumas de Clodovil
  4. Dom Mensalão
  5. Memorial de Lula
  6. Quincas Borba
  7. Memorial de Áries e Sagitário

Técnicas Machadianas[editar]

Machado de Assis, para diferenciar-se dos outros escritores realistas brasileiros, utilizava algumas técnicas de construção de estória peculiares (que ele imitou dos escritores portugueses e do inglês Laurence Sterne):

  • Intertextualidade, ou seja, referir-se a algum livro (de algum autor que ele pagava um pau) em seu próprio livro
  • Concisão: Ser o máximo lacônico e não encher linguiça, como muitos escritores fazem
  • Técnica do capítulo curto: Machado criava, aproximadamente, quatro capítulos por página, pois queria quebrar o recorde de mais capítulos por livro.
  • Digressão: Também conhecida como monólogo, já que seus livros não eram lidos por nem cinco pessoas, talvez uma, ele mesmo.
  • Ironia: Machado xinga o leitor tão finamente que o mesmo nem se ofende.

Curiosidades[editar]

Machado não sabe só escrever, mas serve para várias coisas
  1. Machado de Assis era mulato, sendo por isso mesmo muito confundido com mulas e mulatas.
  2. Machado de Assis escrevia muito bem em francês, tanto que quando brigou com os admins da Desciclopédia, mudou-se para a Désencyclopédie para tentar se vingar.
  3. Machado de Assis comeu a Princesa Isabel, mas alguns dizem que ele também chegou a comer a Gyselle.
  4. Machado de Assis sempre se opôs a ter a face estampada na nota de 1000 cruzados.
  5. Machado de Assis nos países de língua inglesa é chamado de Assis' Axe, muitas vezes sendo confundido por uma arma do mundo tibiano.
  6. Machado de Assis está entre os afundadores da Academia Brasileira de Letras, que até hoje responde pela cobrança de direitos autorais e que hoje é comandada por Paulo Coelho.
  7. Machado de Assis era também como se chamava a rustica ferramenta que empunhava nosso ilustre amigo franciscano, Francisco de Assis, para cortar abacateiros (considerados pragas, naquela época).
  8. Machado de Assis tinha uma caligrafia tão ruim que alguns revisores se recusavam a trabalhar com ele, inclusive uma vez ele foi chamado para decifrar o que escreveu e ele mesmo não conseguiu ler.
  9. Machado fumava seus proprios pelos anais como forma de inspriração para criar belos cocôs (obras).
  10. Machado de Assis era miope, gago, diabético e sofria de epilepsia. Enquanto escrevia Memórias Póstumas de Brás Cubas, foi acometido por uma de suas piores crises intestinais, com complicações para sua frágil visão. Os médicos recomendaram três meses de descanso em Petrópolis. Sem poder ler nem redigir, ditou grande parte do romance para a esposa, Carolina (por isso o romance fica uma merda muito maior, com as dicas da esposa...)
  11. Machado tem uma tara particular por masturbar macacos