Metroid Fusion

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Metroid Fusion é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, alguém está usando algum Life Bottle ou Apple Gel.

Metroid Fusion: and the Return of the Metroids
Metroid Fusion capa.png

Capa do Jogo. Samus mijando.

Informações
Desenvolvedor Nintendo
Publicador Nintendo
Ano 2XXX
Gênero Tiro e Pulo
Plataformas Game Boy Advance
Avaliação 5%
Idade para jogar Livre

Metroid Fusion é um jogo da série Metroid lançado para o portátil Game Boy Advance em 2002, mesmo ano em que Metroid Prime foi lançado para Game Cube, e a única vantagem de comprar esse porra ao invés do Metroid Prime com a jogabilidade infinitamente superior é a grande quantidade de imagens pornográficas de Samus existentes na galeria do jogo, algo que ficou obsoleto na medida que os sites hentais acabaram se tornando amplamente populares e ninguém mais precisava zerar um jogo desgraçado pra ver fotos da Samus de spandex azul atochado na bunda.

Jogabilidade[editar]

Os péssimos gráficos e muitas restrições de movimentação que é totalmente truncada foi um grata homenagem àquele péssimo Metroid para o NES. A armadura de Samus também está diferente, porque neste jogo, ao contrário das versões anteriores, Samus não é violentada sexualmente por Metroids, mas por seres desconhecidos denominados de "X", porém desse estupro surgiu uma simbiose que deu mais poderes à armadura de Samus.

O jogo oferece muito menos lugares e itens secretos que as versões anteriores, sendo também o mais pobre em questão de roupas e variedade de tiros. A tela de pausa não nos diz informação alguma, tudo para economizar nos gráficos que não poderiam ser muito exigidos para um Game Boy Advance, é claro.

Basicamente o jogo consiste em correr, atirar, pular e guiar-se por um mapa cretino o qual percebe-se que não faz sentido nenhum, o jeito que o mapa é, e onde ficam os lugares, e como são os lugares, mas não se importe com isto e nem crie falsas esperanças que vai melhorar, você vai sentir essa indignação pro resto do jogo. O jogo é tão mal-feito, que é possível encontrar coisas de Wario Land no decorrer do jogo... E numa tentativa de compensar o que há de ruim na jogabilidade de Metroid Fusion, há pelo menos no final uma galeria com imagens da Samus de alto conteúdo sexual (ou não).

Enredo[editar]

SA-X triste por nunca ter virado um meme como a sua rival Horny Samus.

Tudo começa após... após que jogo mesmo? Tanto faz, a cronologia de Metroid não faz o menor sentido mesmo... Tudo começa no planeta SR-388, terra natal dos Metroids, aquelas criaturas viciadas em beijar na boca e sexo oral. Foi ali que Samus dizimou todos os Metroids no jogo anterior, e agora passeava com segurança nesse planeta inóspito (sabe-se lá para que... talvez procurando um Metroid ainda vivo para saciar sua fome sexual por beijo na boca agressivo), mas infelizmente ela nada encontra. Como era de se esperar, Samus merdeira como sempre foi, após dizimar toda uma espécie de um planeta, desequilibrou o ecossistema local e seres denominados "X" (nome criativo heim), que eram refeição dos Metroids, começam a se proliferar e atacam Samus sexualmente com requintes de crueldade. A heroína quase morre se não fosse algumas vacinas que surgem do nada.

Depois disso, ao visitar uma boate gay espacial chamada B.S.L., o local onde Samus pega sua recompensa, ali também é atacado pelos X, eles realmente gostaram de ter estuprado a Samus que começa a sentir falta dos Metroids, pois esses X nãoa satisfazem adequadamente. Se já não bastasse toda essa treta, a Microsoft ainda fabrica a primeira clone de Samus, a SA-X, uma versão estúpida da caçadora de recompensas. Com o decorrer do jogo, Samus descobre que os Metroids não estão extintos, e assim consegue derrotar os X aliada aos insetos chupadores gigantes.

Durante o jogo Samus se depara com uma porrada de bicho escroto feitos a partir de X. Sim, feitos dessa porcaria inexplicável. Após ser atacada pelo Megaman X mas uma vez, a Apple cria uma vacina de Metroid, e aplica na armadura dela via supositório, criando então uma nova armadura que mais parecia uma armadura feita de sêmen sólido com corante azul. E graças a invenção da Apple a Samus agora podia absorver os X, como se fossem sangue de menstruação no absorvente. Como os criadores do jogo estavam com preguiça, criaram os mesmos monstros chatos de antes, só que quando eles morriam se transformavam em travecos X (e a coisa mais filha da puta disso, é que de vez em quando, eles decidem fuder sua paciência criando outros monstros).

No comecinho do jogo você se encontra longe pra caralho dos seus objetivos, pois Samus estaciona sua nave nas proximidades da Casa do Caralho, uma mania estranha que ela tem. Como primeiro objetivo Samus tem que ir ver um monstro bem dos escrotinhos que parece até o único que existe, daí seu robô com nome de um amiguinho Gay diz que aquilo ali é um troço do Exu, mas fala também que nem tem que se importar com essas bostas.

O próximo objetivo é pegar mísseis, afinal o extermínio de um novo ecossistema parece bem evidente, e assim, mesmo dispondo de toda tecnologia de ponta do universo a Samus precisa procurar suas bugigangas nesse planeta inóspito. Quando ela finalmente escala a nave toda só para pegar mísseis a porra toda sofre um apagão, isso porque quem fornece energia para a nave é o governo brasileiro, por isso nada de pânico, o robozinho da Samus fala para procurar uma saída (cheia dos bicho doido) então ela chega em um lugar todo fudido onde encontra uma espécie de tatu alienígena. Samus não pensa duas vezes e extermina a criatura. É então que você ganha a estúpida habilidade que contradiz as leis da anatomia e da física, a qual deixa Einstein nervoso com os cabelos arrepiados, a habilidade de se contorcer numa Morph Ball, que nada mais é do que a forma bolinha de Pinball da Samus.

A aventura continua sem o menor nexo, chegando Samus em outro lugar, numa sala de navegação (que com tanta tecnologia na armadura dela, ela só pode se comunicar através de um computador mais complicado do que o Windows 98). Com a inconveniência do Adam (aquele computador que a Samus nomeou com o nome do seu cafetão) ele simplesmente diz que vai rolar uma treta pesada no Setor 1, local onde os X estão entupindo os tubos de ar das salas de simulação do inferno do planetinha escroto dos Metroids, e enquanto a Samus corre em direção do Setor 1, desce o elevador de boa e na moral, só que não é só isso que acontece, na violência, a parede é explodida com tudo, e atrasada como o Windows, SA-X aparece como se fosse um macho alpha querendo copular, vira pra câmera e manda um dedo do meio pro jogador e ainda pra se exibir mais um pouco dá um pulo super fudidão que solta luzes gays pelos ânus, girando mais que a máquina de lavar atômica da época, e na violência mais uma vez, a clone solta um Super Míssil do tamanho da tela na porta, como se fosse realmente necessário, sabendo que com a Samus é só dar um tiro sem força contra a porta (se bem que, esse é o jeito mais escroto pra abrir uma porta que alguém pode ter inventado na vida).

Setor 1[editar]

No Setor 1 Samus invade o computador e pega um mapa do lugar, mas a tecnologia é tão avançada que existem partes do mapa que não aparecem ali, e que quase 70% do mapa do jogo é lugar escondido, ou seja, é uma tecnologia estupendamente avançada. Adam explica direitinho para Samus que o setor está mais infectado que pessoas com HIV.

O objetivo nesse setor é simplesmente brincar de desentupir os tubos. No total são 5 tubos em lugares tão bagunçados que você pode passar algumas horas tentando chegar em todos eles. Em uma sala você vai encontrar uma estátua de um Babaca segurando um testículo de aço, mas não seja idiota igual a SA-X, saindo na selvageria pois se você encostar naquela coisa você vai levar um puta dano, e se você atirar na bolinha, a estatua vai ficar tão nervosa que vai vira uma bola gigante e flutuante com um casco cheio de espinhos, e de vez em quando vai abrir o olho do cu para soltar uns tiros em você. E se você for retardado, esqueça, não vai conseguir matar esse bicho.

Após você fazer uma limpeza no setor, aí vem mais trabalho maldito pra fazer, seguindo para a saída do setor Adam vai continuar te fazendo de bitch dele e mandar Samus fazer mais coisas, porque é só isso que ele sabe fazer. Samus será orientada a procurar um novo upgrade ridículo, as benditas bombinhas biribinhas que você solta pela cavidade anal quando é uma bolinha. Prepare-se, vai ser uma bela encheção de saco no próximo setor.

Setor 2[editar]

Samus se defendendo de mais um estupro iminente por tentáculos.

Lembre-se de não ser idiota de ir pegar o elevador principal, ele não esta funcionando porque a SA-X botou um Error 404 nele, mas chegando lá por outro caminho Samus percebe que é um setorzinho minúsculo, então segue em frente e percebe que seu objetivo agora é conseguir acesso às portas azuis, porque Samus tem uma tecnologia de ponta para invadir as portas da nave, após pegar acesso a porta azul Samus finalmente tem acesso à tecnologia de soltar biribinhas pelo cu. Mas ocorre uma explosão do caralho, uns passos como se fosse um filme de suspense, e adivinha quem é? Sim, aquela violência toda para andar por ai, arrombou outra porta, fazendo a vida de Samus mais terrível ainda, agora com essa porta ferrada você vai ter que dar uma volta longa (tão longa, que vai fazer você descobrir o verdadeiro tamanho do mapa) passando por esse lugar secreto, você encontra muita treta e mais problemas a frente, começando com uma cobra transparente escrota que vai fazer Samus sentir um certo nojo, e ainda por cima com essa música que faz você ter vontade de se matar. É com esse bicho que você consegue a habilidade inútil do Super Pulo, que é só você pular mais alto, nada de importante.

Quando Samus está voltando lá para cima, agora encontra mais uma arte da selvageria, uma porta arrombada novamente, e quando Samus desce para um tubo abaixo da sala logo encontra o projeto de clone da Windows vagando por ali, e claro, não foi tola de tentar lutar com ela, a réplica é invencível e Samus é só uma mulher com roupa de sêmen azul, então, com ódio, Samus consegue passar rapidamente por esse poço infernal onde pode observar que tem um monte de casulo de lagartos escrotos, seguindo assim para o computador "super avançado" onde garante transporte direto para o Setor 4. Onde mais momentos de raiva, você irá deletar sua ROM/Jogar o cartucho bem longe.

Setor 4[editar]

Piroca gigante ambulante tentando roçar na bunda da Samus.

Por algum motivo os produtores não sabiam contar até 6, então decidiram pular o Setor 3, mas vai saber né. No Setor 4 Samus precisará enfrentar o pior pesadelo de alguém que joga algum jogo, ÁGUA! Sim, e se for esperto vai desligar o GBA imediatamente. Neste setor, basicamente, Samus vai ter que andar dentro e fora da água e de vez em quando relembrando suas época de BDSM ao ficar levando choques constantemente ao encostar na "bendita" água, pois uns filhos das putas infelizes que decidiram roer uns fios de alta-tensão. Agora o objetivo da Samus é destruir uma lagarta com fogo no cu, mas para isso ela precisa dar meia volta no mundo só para alcançar o covil dessa lagarta. Dando a meia volta no mundo agora é só destruir aquela piroca gigante que está causando problemas no Setor 4 (algumas pessoas podem se borrar ao ver essa desgraça correndo pra um lado e pra outro). O esquema dessa piroca mutante gigante chamada Serris X é que ele vai tão rápido de um lado pro outro que vai enrabado a Samus sem dó nem piedade ao passar pelo mapa, podendo atropelá-la igual a SA-X, só que com algum motivo. Mas graças à habilidade de se pendurar no teto, finalmente derrotamos aquele bagulho e Samus vai poder atravessar uma parede usando a velocidade da luz para diminuir o nível da água, e vazar daquele inferno.

Setor 3[editar]

Neste setor Samus finalmente vai poder relaxar (como assim, num intendi) um pouco pois os Megaman X ainda não invadiram lá, agora ela deve pegar o Super Míssil (não tão super quanto o da SA-X), mas a porta da entrada é verde, ou seja, primeiro vai ter que dar um rolê para só depois abrir as portas, mas quando ela pega o acesso... Os X já estão criando um novo ecossistema deles lá dentro, então prepare-se para sofrer mais um pouco, agora com outro pesadelo de jogador de videogame, fogo e lava. Samus até consegue atravessar esse inferno até ter acesso ao Super Míssil, mas é aí que alguém muito inconveniente vai aparecer, e acredite ou não, essa porra se chama B.O.X., uma praga robótica criada pela Polishop que solta bombas super tecnológicas e até duas rajadas de fogo, mas Samus facilmente vai escapar, então quando você tiver um B.O.X em casa sinta-se seguro, pois uma Samus jamais vai tentar te matar. A máquina destrói tudo num grande ataque raivoso de pelanca, mas agora não é hora de Samus pedir revanche e ela volta para o computador para conversar com aquele cafetão cara legal que sempre manda Samus o que fazer. Agora ela deve ir ao Setor 6, desobedecendo de novo a ordem verdadeira dos números, mas quando Samus vai subir o elevador aparece uma entidade anônima dizendo "Ela suspeita de alguma coisa?", Adam responde dizendo "Não, que isso, é fácil, fazer gente de trouxa", então acaba a conversa, e Samus a trouxa enganada segue para o setor onde acontece muita coisa louca, absolutamente nada.

Setor 6[editar]

Um plug anal gigante tentando devorar Samus. Mais um inimigo indecente complicado.

É neste setor que Samus vai recuperar a sua Varia Suit, armadura engraçada e amarelinha resistente ao fogo a qual Samus pode até sentar no grude que o Seu Madruga está fazendo e não vai queimar abunda. Vai chegar uma parte em que ela se encontra com a SA-X de novo, capirota que só para demonstrar mais ignorância solta uma Power Bomb, e se você for retardado vai morrer por causa disto, então Samus consegue se esconder num cantinho, e lembre-se de não ser retardado em ir tentar matar SA-X, porque senão é Samus que vira a passiva e se fode na brincadeira (repare ainda que quando Samus vai logo atrás dela para a sala do lado, SA-X simplesmente não está lá mais, só para mostrar como os desenvolvedores tiveram uma puta preguiça de criar uma saída diferente para as duas). Seguindo o caminho até onde Adam mandou, adivinha? Alguém foi mais rápido que você e pegou primeiro o item primeiro, agora Samus que se fode, vai precisar destruir um plug anal gigante que arremessa outras anal beads menores, um bicho cujos pixels são quase maiores do que a Samus dando uma sensação de você estar enfrentando um baita bug no seu GBA. Uma vez finalizado com esse bicho escroto, Samus recupera a armadura. Agora dotada de novos poderes, Samus pode sugar pobres X azuis e recarregar sua energia sexual, eles porém agora sempre vão correr de medo ao avistar Samus, criando aquele momento que você precisa de Energia e Míssil, mas aquelas infelizes fogem de você, então é mais pau no seu cu, e próxima parada: Setor 5

Setor 5[editar]

Samus vai se encontrar na mesma situação que no Setor 3, o míssil está logo ali, só que ela vai precisar dar uma volta no mundo para liberar a porta amarela, então prepare-se para enfrentar mais um mapa clichê, o Mapa de Gelo. Controlando o ódio pelos monstros que voam e ficam enchendo o saco até Samus morrer e sempre que achar que passou por uma sala chata, a próxima tem uma quantidade ainda maior de uma caralhada de bicho chato que gosta de arremessar Samus em buracos, então prepare a paciência para andar sobre estes lugares. Mas ela consegue adquirir os seus mísseis de gelo, mas se achou que poderia congelar a merda que quiser como o Sub-Zero, então se arrependeu deste equipamento ao perceber que praticamente quase porra nenhuma pode ser congelada por esses tiros. A utilidade desse míssel é para quando Samus encontrar uma rola com nervos verdes pulsantes, a qual não era anteriormente possível destruir, mas que basta congelar e a rola murcha, abrindo passagem. Aproximando-se da Sala do Computador Bolado, um alarme começa a tocar, dizendo "a porra ficou seria no Setor 3", então Samus corre adoidado até o local, que a porra vai ser séria, seguindo mais um pesadelo de gamer, o Time Trial até o local.

Emergência no Setor 3[editar]

Com 6 minutos de prazo para chegar ao Setor 3, Samus precisará correr em velocidades nada agradáveis e ao decorrer do caminho os monstros tentarão foder sua paciência e sua bunda, atrapalhando sua chegada até lá. Com uma caralhada de bichos e chãos de lavas pelos mapa, a Varia Suit não faz milagres enquanto bichos voadores tentam derrubar a Samus esfregando-se na bunda dela toda vez que tenta subir uma mísera escada. Sem contar que ela tem que congelar essas rolas gigantes com olhos para poder conseguir chegar no objetivo, e muito cuidado pois essas rolas aumentam e botam em risco o ânus de Samus. Chegando no Setor 3 Samus pensa "Puta que pariu, um humano!", mas logo tira o cavalinho da chuva e banca o Carl Jhonson atirando em todas as pessoas que vê pela frente perdendo a paciência e virando aquela bola abridora de olho do cu. Agora Samus recebe o Beam da Barbie, um tiro rosado que assume o formato do orifício anal dela, então após admirar esta baitolice, ela ainda instala um Baidu no computador, fazendo tudo parar de funcionar. Agora é "só" voltar para o Computador e discutir a relação mais uma vez. Samus finalmente vai dar um tempo de andar em Setor e seguir para o Zoológico da base.

Zoológico de Bicho estranho[editar]

Locla que é mais uma dor de cabeça para Samus, onde ela vai quebrar o crânio tentando resolver uns enigmas bugados para chegar e salvar aquelas criaturas estranhas que alguém viu no Super Metroid. Ela aproveita para dar uma passada na casa do seu amigo e ex-amante Ridley onde você vê o entusiasmo dele em vê-la, completamente emocionado com um olhar maravilhoso, e não se preocupe com o óvulo de Dinossauro ali encontrado em seguida, continuando sua ida ao zoológico. No caminho do zoológico há mais rolas gigantes para se congelar, e ao chegar no local Samus vai encontrar três macacos e um avestruz, que vão soltar um filhote do nada, fazendo a Samus ovular de emoção. Mais uma vez ainda fazendo a Samus de escrava, ela é enviada para o Setor 5 de novo ("Mas, porra, ela já foi nessa bosta") e sem choro, agora é hora do show das poderosas de pegar a Power Bomb.

Power Bomb no Setor 5[editar]

Ambiente fácil, não se preocupe, Samus simplesmente passa por lá como se fosse a boss dos caras, vendo aquela sombra do capiroto de novo até ouvir os passos da sua stalker do jogo, é a SA-X, então Samus já se prepara para fugir, mas fica encurralada. Se você ficar lá parado, SA-X nunca vai embora, vai ficar lá para o resto da vida se quiser, e se usar uma Power Bomb a capiroto vai encontrá-la e Samus vai ter que correr como uma vaca louca, então precisa de muita calma e evitar ir lá encher a mulher na TPM para não ter que correr com o cu trincado. Há uma saída e Samus consegue retornar para o maldito computador que vai continuar dando ordens para a sua bitch Samus, agora ordenando que a mesma retorne para sua nave pois ele tem que estuprá-la uma informação importante. Sabe-se lá o que ele quer fazer, julgue você mesmo, mas pelas últimas coisas que ele te mandou Samus fazer, como limpar um setor, atravessar um esgoto, correr da SA-X, matar uma cobra gigante com fogo no cu, e entre outras coisas, boa coisa é que não deve ser, mas Samus é masoquista e obedece como uma boa bitch.

Indo para a nav... Opa! Cade a energia? Indo brincar de eletricista[editar]

Sim, como nos clichês de filmes de terror, o elevador para no meio do caminho, mas nada que uns pulos não resolvam e Samus pode continuar indo para a nave, passando pelo quarto do Ridley que abre os olhos e fica puto com Samus, cagando um X que se derrete todo no chão. E com aquela música de suspense estranha você descobre que o silo de energia parou de funcionar, e adivinha quem vai ser a bitch que vai precisar ir resolver essa parada? Sim, O Super Mario a Samus! Ela então segue para um local onde plantavam erva da boa, um atalho para a central de energia.

Agora Samus chega ao computadorzinho de recuperação do reator auxiliar, mas não pense que será simples como um jogo de retardado, ela só vai ter que ter paciência com o monte de bicho chato do caralho que a aguarda por ali, além de uns caminhos estranhos que fazem Samus perder horas tentando sair de lá. No final ela desce um poço escroto e quando olha para cima é surpreendida por uma buceta gigante e cabeluda, uma aranha chamada Gedo X que se provará um dos chefes mais irritantes deste jogo. Embora para vencê-lo basta atirar sêmen na boca dessa aranha, a bicha além de abrir a boca bem pouco fica andando como se fosse um caranguejo em ziguezague, e quando ela perder até os últimos pentelhos e pernas, ainda vai insistir na batalha e começar a pular para sempre (porque faz todo sentido né?). Samus então adquire a habilidade de pular mais que o Super Mario, e assim consegue sair daquele poço, ligar o reator auxiliar e seguir para a saída ao setor 2 onde você irá encontrar mais coisas chatas para se fazer.

Cortando o mal pela raiz (Setor 2)[editar]

Mais tentáculos... Você já sabe...

Samus agora vai ter 3 problemas: Mais portas trancadas, plantas malditas estupradoras, e a SA-X com TPM braba. Essa vagabunda vai aparecer novamente logo quando Samus entrar no Setor 2 (este é o primeiro de muitos acesso secreto que levam de um setor para outro, e Samus ainda vai encontrar uma caralhada deles depois). Dessa vez Samus não pode esperar sua cópia ir embora ou encontrar uma saída secreta, dessa vez Samus vai ter que meter o louco, e passar por cima ela, e se for retardada ainda vai se esquecer de congelá-la (apesar dessa cópia perfeita teoricamente ter copiado também a habilidade anti-congelante da Varia Suit da Samus antes, mas como é dito na lei da Nintendo: "Nunca deve haver lógica"). Passar pela SA-X não é fácil, ELA ARRANCA UM PUTA DANO EM VOCÊ SÓ PULANDO COM O SCREW ATTACK, E SÓ O TIROZINHO DELA SUGA TODA SUA VAGINA DEIXANDO SAMUS SEM ALEGRIA DE VIVER. Então, enquanto Samus corre com o cu trincado, passando pelos obstáculos que parecem as Olimpíadas do Faustão feitos meticulosamente para Samus se foder mesmo, porém em alguns dá para se esconder e como a SA-X tem como base o Windows 98 ela nem vai encontrar a Samus. Agora é só dar mais um role de 2 anos e meio pelo mapa até encontrar uma criatura que se assemelha bastante com as estátuas de Chozo, mas descobre que é uma espécie de Mãe das Maconhas, e uma musiquinha super escrota começa a tocar de fundo. Mas para derrotar esse chefe basta Samus convocar o capeta para a ajudar, e pronto, ela já finalizou os problemas com energia e pode mais uma vez voltar para o computador principal e fingir que não aconteceu nada, para mais uma vez falar com o seu cafetão e receber novas ordens esdrúxulas, só que dessa vez ele vai demorar meio milênio para processar a informação em forma de : "............................", até finalmente dizer "Samus, alguma porra ficou sréia no Setor 5, teve uma puta explosão, vai lá ver esta merda". Agora já sabe né? Hora da desocupada trabalhar.

Você já sentiu que a gravidade aumentou? (Setor 5)[editar]

Um dos maiores desafios de Samus, derrotar um robô cujo pênis mecânico controla a gravidade.

Samus regressa para aquele inferno do Setor 5 e vai perceber, que está tudo arrombado e destruído por ali, agora nem tem mais gelo no mapa, só um monte de água, e ela vai ter que sofrer um pouquinho pois os peixes que você matar irão transformar os Paraguaios Espaciais em Sereias Baitolas. Samus segue com cuidado sobre os locais arrombados e logo você chega na sala do Nightmare, um monstro mascarado de metal com um pênis controlador de gravidade que vai fazer seu míssil conhecer o chão rapidamente obrigando Samus a usar somente os tiros carregados para destruir a rola mágica dele, só tome cuidado para não vomitar ao ver o rosto dele. Depois de destruir o piruzinho desse maldito Samus logo percebe que o maldito começa a chorar verde, isto porque ela magoou os seus sentimentos recusando sexo com o mesmo, então ele mostra aquela cara de mingau pra bebê mal feito e é só meter o tiro nele que logo vira aquela bolinha escrota com casco. Assim Samus consegue recuperar a Gravity Suit e agora vai poder andar na água como se tivesse 3 toneladas e o pesadelo das fases de água terá fim. Assim Samus pode atravessar o Setor 4 pelos caminhos secretos usando a velocidade da luz e seguir em frente para o quase inferno, submerso lugarzinho, para pegar acesso ao Nível 4, as portas vermelhas.

Por que o acesso às portas vermelhas fica aqui? (Setor 4)[editar]

Logo Samus está de volta ao Setor 4, pensando como um planeta pode ser tão pequeno a ponto dos produtores precisarem ficar reciclando personagens. Agora, porém, vai enfrentar um lugar de simulação para monstros marinhos ("porra, tudo isso em uma nave?") isso após seguir um caminho que parece que não acaba mais. Chegando no local Samus ainda vai precisar convocar o capiroto e mais alguns parças para a ajudar e assim pegar o acesso às portas vermelhas. Depois que a Nintendo já te enrolou o suficiente, finalmente Samus consegue falar de novo com o Computador. Lembra daquele B.O.X no Setor 3? É... parece que o amigo da Samus está aprontando alguma coisa no Setor 6 agora, e ela vai tomar muito no cu pois agora é o momento de enfrentar aquele robô estuprador ele, e com água em seus pés causando curto na Samus, obrigando o jogador a subir para um nível coreano de dificuldade, fazendo lembrar que você não está jogando Devil May Cry 3. O robô não para de soltar pirocas teleguiadas que explodem no rabo da Samus, além de começar a pular mais que o Mario, só para te dar aquela encostadinha satânica que arranca enormes bifes de HP, mas com paciência é possível destruir esse robozão.

Não entre sem autorização (entre com o Wave Beam) (Setor 6)[editar]

Samus vai seguir por uma passagem que antes não podia prosseguir sem a Power Bomb, então basta usá-la e passar como quem não quer nada e logo Samus se depara com uma que tem escadas no teto e uma poça de água, então, experiente, ela já sabe... o bagulho vai ficar doido bem ali, mas continua andando até chegar em um lugar com uma mulher chata, que lembra a sua mãe, repetindo a frase "Warning, do not enter without authorization", ou seja "Não entre nesta porra, se não o bicho pega", por isso Samus volte para a salinha do bagulho doido, e enfrente uma "caixa", adquirindo assim a Wave Beam e assim poder seguir para a entrada da mulher chata, tendo acesso à Área restrita.

Pela milésima vez, Metroids (Área Restrita)[editar]

Pois é, sempre que dizemos que eles estão extintos, lá estão mais um grupo de retardados recriando essas desgraças chupadoras de bucetas, e lá está um laboratório repleto de Metroids lindos e saudáveis. Samus então repara que são comparáveis aos metroids do Metroid II e finalmente tem um momento de alegria, ela finalmente reencontrara seus brinquedos sexuais prediletos. Uma alegria que dura pouco, porque tem alguém lá, e ela sabe quem é, a sua amiguinha SA-X que estava a esperando e não aguentou a vontade de meter uns tiros nos bichinhos. Safa, Samus corre feito uma louca e sai deste lugar rapidamente pois sabe que seria ejetada como um coco do local que seria destruído, finalmente, levando um projeto do Baidu junto consigo, voltando ao computador e escutar uma explicação ridícula do Adam, começando com uma bronca é claro: "Samus, caralho viu, menina desobediente, falei pra não ir ai... Tá bom, tá bom, vou te contar o que acontece aqui. Como somos muito idiotas decidimos recriar esses Metroids para serem vendidos em sex shops da todas as galáxias, aprimorando-os ao máximo como os melhores praticantes de sexo oral do universo, é claro que isso era só para te encher o saco e criar mais jogos na serie, mas claro, isso tudo pacificamente, e já que você está perto do Setor 1, ali é um lugar ideal para os Metroids Alpha, Gamma, Zeta e Omega fumarem umas. Agora imagina que doidão, criar um Omega Metroid em apenas dias, você seria vitima de bullying de forma tão fodida que você seria considerada a pessoa mais ferrada do mundo. Claro, os X são seus inimigos naturais, então foi por isso que uma das SA-X tentou destruir essa galerinha ae.... É Samus, existe mais de uma dela, e ainda por cima são todas futanari sedentas pelo seu rabo, mas não tem do que se assustar, essas pragas só se reproduzem muito mais rapidamente que o Mr Catra, então eu diria que só tem umas 10 SA-X querendo lhe foder agora, então some logo daí, antes que uma delas tente te enrabar."

Então após o monólogo maravilhoso desses, Samus segue para o Setor 1 para ir embora logo daquela bagaça...

Porra, Ridley, você de novo também? (Setor 1)[editar]

Pela milésima vez, esse pterodáctilo quer estuprar a Samus.

Agora Samus vai entrar no incrível mundo secreto do Setor 1, onde eles tentam lembrar os mapas dos games das antigas, já que os produtores são um bando de preguiçosos e reciclam tudo que veem. Samus vai primeiro enfrentar um Space Pirate Amarelinho que só morre se você meter tiros em formatos de piru nas costas dele, e depois de muita encheção de saco, o encontro derradeiro com o vilão principal, o grande chefão do narcotráfico de Metroids, o maldito Ridley. Após uma luta intensa e após enfiar um bando de tiro nesse malandrão, Samus ainda vai precisar enfrentar mais duas entidades, pois claro, o jogo gosta de te foder mesmo, então é só mais um pouco de encheção e você vai poder esquecer toda essa putaria.

Após matar o Ridley pela 100º vez na história da franquia, Samus ganha o Creu Attack, definitivamente o ataque mais apelão do jogo com o qual ela é capaz de destruir tudo só pulando e girando o cu raivoso, conseguindo ela prosseguir agora arrombando todas as fases com o seu novo Créu Attack, chegando assim na porra do Computador mais uma vez, iniciando mais um diálogo com este animal do Adam.

SA-X, o Omega, e o Grand Finale[editar]

Cquote1.png Samus, você demorou pra caralho, sabia? Agora, vamos vazar daqui imediatamente! Cquote2.png
Adam

Cquote1.png Você tá me zuando fera? Vai deixar esse bando de filhos da puta aqui? Você disse que eram piores que o Mr Catra com Aids! Cquote2.png
Samus

Cquote1.png Ér... mas agora a federação quer eles, simplesmente, já que eles são fodidamente infinitos de alguma forma... Vamos poder criar fodidas criações maravilhosas e simplesmente foder com o mundo todo. Cquote2.png
Adam

Cquote1.png Você ta doidão mesmo, isso aí é uma abominação da natureza, imagina se alguém pega essa coisa e começa a fazer vuco vuco por aí? Cquote2.png
Samus

Cquote1.png Não tem problema, Samus, tudo está sob o controle do Governo da Dilma e agora a federação já está a caminho. Cquote2.png
Adam

Cquote1.png Você bebeu X não foi? E o que você pensa que vão fazer aqui? Uma festinha? Cquote2.png
Samus

Cquote1.png Não, só vamos capturar a SA-X, é claro. Foram nós também que impedimos você de possuir seus upgrades só para você não começar o jogo muito Over Power, se não já sabe né, os fanboys irritantes logo iriam nos perturbar, então... não queríamos que você ficasse forte deste jeito assim, se não perde a graça de tentar recriar os Metroids. Cquote2.png
Adam

Omega Metroid cuspindo sêmen em cima de Samus, um último chefão bem complicado.

Samus então decide sair mas percebe que as portas estão fechadas, pois o computador vai cometer o estupro prende ela lá, e a mulher com um puta ódio e TPM começa o Casos de Família versão Metroid.

Cquote1.png Abre essa porra! Cquote2.png
Samus

Cquote1.png Me mandaram te prender aqui. Relaxe, já já seu negão vai estar aqui com você. Cquote2.png
Adam?

Cquote1.png Não deixem cagar no prato que eles comem, você faz ideia do tamanho da merda que eles vão fazer, Adam? Cquote2.png
Samus

Cquote1.png Quem é esse viado desse Adam? Cquote2.png
Adam?

Cquote1.png É meu cafetão amigo... Cquote2.png
Samus

Cquote1.png E o que seu amiguinho faria agora? Cquote2.png
Adam?

Cquote1.png Mandaria eu explodir a porra toda agora! Cquote2.png
Samus

Cquote1.png Então essa pessoa aí te mandou pra cá pra você levar pica no cu desses bichos cheios da Aids? Cquote2.png
Adam?

Cquote1.png Ele sabe que eu sou foda, então ele sabia que eu ia sobreviver. Cquote2.png
Samus

Cquote1.png De qualquer forma, você sabe que se explodir essa bagaça ainda terão "X" vivos por ai, porque do mesmo jeito que a AIDS existe, os Xs também existem... Cquote2.png
Adam?

Cquote1.png Que seja então... Você vai ter que meter essa nave no meio daquela estrelinha super destrutiva ali se quiser matar todos eles, agora mete essa porra na auto-destruição e chispa daí antes que aqueles filhos da puta cheguem na nave! Vá para a sala de comando e bota a porra da ordem nessa caralha aqui. Alguma objeção putinha? Cquote2.png
Verdadeiro Adam

Agora falaram o linguajar da Samus. Ela sobe naquela sala e bota a nave pra ir pro inferno, e já reservou a vaselina e preparou-se para tomar no cu com sua amiguinha, a SA-X, mas foi só meter tiro nela, botar a ordem, e vazar do local.

Durante a batalha final, SA-X vai bancar a puta apelona e vai ficar pulando na velocidade 5 da Dança do Créu, só pra te foder mesmo, mas depois que tomar muito tiro vai negar a derrota virando um bicho tão feio, que faz você lembrar da sua sogra na TPM, e ela vai ficar saltando pra lá e pra cá, com a intenção de te transformar em tapete.

E quando você pensar que vai derrotá-la, ela vai fugir e você vai ficar num puta ódio. E AGORA SAMUS CORRE COM O CU TRINCADO DIRETO PRA NAVE! Mas encontra o lugar todo fodido e arrombado, e adivinha quem a está esperando? Sim! Seu Amiguinho Metroid Omega, o maior boqueteiro das galáxias. Perca as esperanças que nem coreano vai destruir ele agora, então quando Samus pensar que vai morrer, sua amiga rapariga aparece e mete ordem, mas como ainda é uma mulher, leva só uma gozada na cara e morre, mas Samus vai lá e absorve a colega, e bota ela mesmo ordem nessa porra, finalizando assim esse sofrível jogo, e tudo para adquirir imagens ecchi da Samus, sendo este o motivo para jogar este "bendito" jogo, podendo você encontrar os melhores hentais dela sem nem precisar perder tempo jogando isto aqui.

v d e h
MetroidPrimeLogo.jpg