NASCAR

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Nascar)
Ir para: navegação, pesquisa
EUA Falencia.jpg Powered by Chevrolet

Este artigo é gringo! Ele come Big Mac com Coca Cola no café-da-manhã e pensa que Seinfeld é a melhor série de todas.

Serjão entrevista.jpg Enxada-2.pngEsti artigu é caipira, sô!!Enxada-1.png

Este tar di artigu pareci caipira, foi escritu purum caipira, ô ele é de fato
CAIPIIIIRRA!!!

Num istraga eli naum, si não nóis crava a inxada pra riba docê!

60px-Bouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: NASCAR.
NASCAR é isso aí! Segura, peão!
Um típico fã da NASCAR.
Mais um inteligente fã da NASCAR.
Paddock Girl da NASCAR.

Cquote1.png Você quis dizer: Caipira Racista Cquote2.png
Google sobre NASCAR
Cquote1.png Você quis dizer: Copa Pistão Cquote2.png
Google sobre NASCAR
Cquote1.png Hic! Hic! #&*#!! Hic! Hic! Cquote2.png
Torcedor da NASCAR sobre qualquer coisa
Cquote1.png Hic! Hic! #&*#!! Hic! Hic! Cquote2.png
Piloto da NASCAR sobre qualquer coisa
Cquote1.png ##*&#@#!!! Cquote2.png
Juan Pablo Montoya sobre sobre qualquer coisa
Cquote1.png #$*&#@#!!! Cquote2.png
Jaques Villeneuve sobre sobre qualquer coisa
Cquote1.png Os espanhóis são bonzinhos... Cquote2.png
Alguém da NASCAR sobre Lewis Hamilton
Cquote1.png Hic! Hic! #&*#!! Hic! Hic! Cquote2.png
Torcedor da NASCAR, de novo sobre qualquer coisa
Cquote1.png Nescau é uma delícia. Cquote2.png
Carla Perez sobre NASCAR
Cquote1.png Faremos uma pausa e volta[re]mos. Torce[ça]mos juntos! Cquote2.png
Sérgio Lago sobre NASCAR
Cquote1.png Não se encosta que eu me descontrolo todinha. Cquote2.png
Danica Patrick sobre NASCAR
Cquote1.png Ou você é o primeiro ou você não é nada Cquote2.png
Ricky Bobbi sobre Nascar
Cquote1.png You're a loser Cquote2.png
Dale Earnhardt sobre Rubens Barrichello
Cquote1.png Boogity! Boogity! Boogity! Cquote2.png
Darrell Waltrip (locutor da NASCAR na FOX Sports) falando uma palavra totalmente desconhecida para americanos que moram em cidades com mais de 2 mil habitantes.
Cquote1.png Para ganhar na NASCAR, tenho três dicas: Ser caipira, nascer no sul e ser da Hendrick Motorsports Cquote2.png
Manual de Sobrevivência Escolar do Ned sobre NASCAR

NASCAR (Non Athletic Sport Created Aroound Rednecks) é a Stock Car americana, mais rica que a brasileira, mas também feita para pilotos fracassados na Fórmula 1, pilotos fracassados em todas as categorias, gordos que não cabem nos carrinhos de bate-bate dos parques de diversões, pilotos aposentados e velhos demais para poder dirigir nas ruas ou para nerds simularem o Need for Speed: Shift na vida real.

A categoria também serve para os tratoristas do sudeste norte-americano (hã?) mostrarem sua falta de habilidade ao volante dos velozes tratores carros envenenados e a principal atração são as espetaculares batidas e acidentes.

PS: Ganham muito mais que você que está lendo isso agora.


História da NASCAR[editar]

Pai treina o filho para ser piloto da NASCAR
2º Carro campeão da NASCAR.
Mais uma Corrida
Mais uma Corrida da Boas
Carro campeão da NASCAR.

As competições da NASCAR tiveram início quando dois mafiosos racistas do sul dos Estados Unidos se juntaram em Daytona Beach com seus carros envenenados para fugir da polícia, tirar uns rachas e claro, beber cerveja.

Com o fim da lei seca, a NASCAR se transferiu para o interior da Carolina do Norte, onde membros da Ku Klux Klan envenenavam seus carros para perseguirem e atropelarem os negros, esses que até hoje não apareceram por lá.

Atualmente a NASCAR é um evento que reúne aproximadamente 200 mil racistas em um autódromo para assistir uma corrida envolvendo os 43 maiores motoristas bêbados dos Estados Unidos rodarem em círculos por 3 horas,geralmente acontece acidentes cuja os carros saem voando do chão e se esmigalham no asfalto mas o piloto sai vivo e eles Dizem: OMG Meu carro já era mais estou ainda vivo!,dai enquanto isso os vendedores de refrigerante,pipoca,cerveja,Hot-Dogs vendem seus produtos.

Características da competição[editar]

Piloto da NASCAR com dificuldades em saber qual o lado correto de correr. Repare o patrocínio do Viagra no carro #6
Al Unser (pai) expressa sua opinião sobre a NASCAR.

Na NASCAR são usados aqueles típicos carros grandões, pesadões, poluentes e desajeitados dos Estados Unidos que mais parecem latas de sardinha gigantes com rodas, esses carros que costumamos ver em perseguições nos filmes baratos de ação, cujas corridas geralmente são disputados em círculos.

Tudo isso para o espectador (geralmente um típico caipira branquelo gordão americano) não ficar confuso com o excesso de curvas e ter tempo de comer suas batatinhas fritas e hambúrguers sem ter que ficar virando o pescoço, além de encher a cara tomando Budweiser tranquilamente.

Largadas[editar]

As largadas da NASCAR são pura emoção, elas são em movimento para que os pilotos gordões não se atrapalhem ao ter de fazer várias coisas ao mesmo tempo, como dar partida, engatar marchas e acelerar.

Para facilitar as coisas, planeja-se usar um falso coelho, como se faz nas corridas de cachorros na Inglaterra, assim os palermas dos gordões americanos saberiam o lado certo para onde correr.

Características dos Pilotos[editar]

Porque na NASCAR não basta ser piloto, tem que ser gordão!
Porque na NASCAR não basta ser piloto, tem que ser jacu!

Nos Estados Unidos as corridas da NASCAR são chamadas de races, consequentemente seus pilotos são chamados de racists.

Alguns dos requisitos para se competir nessa categoria são: ser caipira, beber litros e litros de cerveja, pesar mais de 150 quilos como Juan Pablo Montoya ou ser tão chato quanto Jacques Villeneuve. Mas se for um fracassado como Christian Fittipaldi, também pode-se tentar a sorte.

Se você nasceu ou mora em cidades do interior dos Estados Unidos totalmente desconhecidas como Mooresville, Concord, Statesville, Huntersville, Wilkesboro, Kernersville, Greensboro, High Point, Harrisburg, Kannapolis, Pequenópolis, Natal ou Taubaté, tem grandes chances de virar um ídolo da categoria.

Porém para ser campeão dessa categoria é necessário ser um completo desconhecido fora dos círculos redneck dos Estados Unidos.

Corridas da NASCAR[editar]

Exemplo de um fã inteligente da NASCAR.
Exemplo de um acidente de NASCAR,que dos 89% dos acidentes saem vivos e 10 morrem(ou não)
Atenção pequeno navegante, a parte do racismo na NASCAR é verdade!
Momento em que a corrida fica boa.

Para se assistir a uma corrida da NASCAR é preciso alguns pré-requisitos básicos como pesar mais de 150 quilos, beber mais de 10 litros de Budweiser quente em duas horas, ser um republicano fanático, morar em um trailer, não ter senso do ridículo e ter um Q.I abaixo de 80, o mesmo de Forrest Gump ou Carla Perez.

Falar com sotaque de caipira americano como se tivesse uma batata quente na boca e ficar vermelho que nem um pimentão sob o sol também ajuda a fazer amizades.

E não se esqueça: a NASCAR é um evento típicamente caipira americano ou redneck, portanto um lugar cheio de racistas, se você for um negão afro-descendente, um imigrante ilegal ou um europeu apreciador de corrida em circuitos mistos, não tente a sorte aparecendo nas corridas porque você não será bem-vindo!

Por outro lado, se você odeia Lewis Hamilton pode ficar feliz, pois ele jamais aparecerá na NASCAR, a não ser pendurado em uma árvore com uma cruz queimando ao lado.

Apesar disso, nos últimos anos existiu uma certa evolução na cultura étnica em torno da NASCAR. Antes a categoria só aceitava pilotos branquelos do interior de estados do sul, agora está aceitando pilotos branquelos do interior de outros estados também, mais negões nos pits ou em categorias baixas, especula-se que futuramente consiga-se atrair até democratas às corridas.

Categorias[editar]

Mais uma emocionante corrida da NASCAR.

Vendo que seria perigoso reunir centenas de caipiras em uma corrida só, decidiram dividir a NASCAR em várias categorias que mudam de nome toda hora, sendo 3 as principais mais ricas e as outras corridas de várzea em fazendas com ovais de terra.

Cup Series[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: NASCAR Cup Series

Categoria principal e mais rica, só sendo um magnata do agronegócio para correr aí.

Xfinity Series[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: NASCAR Xfinity Series

Categoria sem graça com corridas aos sábados dominadas por Kyle Busch.

Truck Series[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: NASCAR Truck Series

A Fórmula Truck dos Estados Unidos, tão sem graça quanto a brasileira, só que com curvas só para a esquerda.

Mudança de regras[editar]

Como todo esporte bretão dos Estados Unidos, a NASCAR também é cheia de regras inúteis que mudam todo ano para alimentar um banco de dados de estatísticas idiotas que os comentaristas são obrigados a falar durantes as trocentas bandeiras amarelas causadas pelos desastrados motoristas que envolvem, geralmente, 42 carros.

Portanto, para parecer ser "cool" para pessoas da zona urbana a categoria muda as regras todo ano, inventando de dividir as corridas em estágios para justificarem mais bandeiras amarelas, criando pontuações bônus para os pilotos mais racistas, e inventando playoffs no campeonato, apesar dos pilotos que não estão nos playoffs também serem obrigados a disputarem corridas a troco de dinheiro nada.

Fatos sobre a NASCAR[editar]

Jogo de video game da NASCAR.
Seria o trânsito na marginal? Não! É uma corrida da NASCAR.
  • É obrigatório para o piloto vencedor fazer cavalo de pau após uma corrida.
  • É proibido virar o volante para a direita.
  • Para um piloto ser adorado é preciso ele ser gordo ou ter um bigode de escova.
  • Fãs de Richard Petty odeiam fãs de Dale Earnhardt.
  • Fãs de Dale Earnhardt odeiam fãs de Richard Petty.
  • Fórmula Indy é corrida gay, portanto devem ser exterminados (os gays).
  • Jeff Gordon parece ser gay, portanto deverá ser odiado.
  • Juan Pablo Montoya é latino, portanto também deverá ser odiado.
  • Marcos Ambrose é australiano e perdeu uma corrida que deveria ter ganho para Jimmie Johnson, portanto deverá ser duas vezes odiado.
  • Carros da Toyota também devem ser odiados.
  • Carros da Chevrolet,Dodge e Ford devem ser amados pelos pilotos e pelos torcedores.
  • O Safety-Car ajuda em casos de acidentes.
  • Para ser um piloto de NASCAR como South Park mostrou você Precisa ser Idiota e Pobre.
  • Mulheres pilotarem na Nascar pode ter certeza que os torcedores baterão uma se elas ganharem.
  • Mulheres na Nascar vão posar na Revista Playboy.
  • Quando tem corridas em Daytona e Talladega, pode ter certeza que vai ter um acidente com 1524758 carros que custam 1 milhão de dólares indo para o ferro-velho.
  • Jimmie Johnson era obrigado a vencer a Cup todos os anos (até que ele se cansou em 2011) e Jeff Gordon é obrigado a ficar em segundo por ser um tremendo azarado falta de talento.

Pistas famosas[editar]

Jimmie Johnson levantando o troféu representativo da inteligência dos fãs da NASCAR.
Tony Stewart com anorexia precocupado em saber como vai conseguir levar seu troféu para casa.
Joey Logano levantando mais um troféu totalmente excelente.

Nascar no Brasil[editar]

Mark Martin, uma das jovens promessas da NASCAR.

No Brasil, a Nascar não tem audiência, só assiste essa chatice meia dúzia de viúvas da antiga IRL (Fórmula Indy fake com curvas só para a esquerda), tanto que até o SporTV3 desistiu de passar, e se o Globo Esporte mostra alguma coisa é apenas por uns 15 segundos para mostrar algum acidente onde alguém quase morreu ou morreu (quem venceu, pouco importa).

Agora só passa no Fofox Sports 2, geralmente quem narra é o Luciano do Valle fake que narrava a Fórmula 1 fake na Manchete, SBT, Record e Band, as vezes quando ele tá com dor de barriga, é substituído por Hamilton Rodrigues ou Thiago Alves (único fã da Danica Patrick), os comentários são de Rodrigo Mattar e Edgard Mello Filho, menção honrosa a Thiago Alves que fazem bicos como comentaristas em algumas corridas da F-E.

Vídeos[editar]

Ver também[editar]

v d e h