O Segredo das Coisas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ffffffffuuuuuuu.jpg Artigo sem Imagens! FFFFFUUUUU!
Este artigo possui poucas ou nenhuma imagem o ilustrando. Adicione adicionar novas imagens se não FFFFFUUUUU...
Ptbosta.gif Este artigo tá uma bostinha.
Ele está pequeno, chato e sem graça. Será que teria alguma alma caridosa capaz de fazer uma boa ação, tipo a de editar e colocar coisas engraçadas, de forma que ele fique mais engraçado e menos idiota? Só tome cuidado porque o Moderador Malvado está de olho em VOCÊ!


Há muito tempo, alguém chamado Amy Winehouse Obama teve a ideia de escrever um livro pra ganhar muito dinheiro iluminar as pessoas. Essa pessoa foi para um lugar e escreveu um monte de bosta pra fingir que era sábia. Exclusivamente para vocês, desciclopedianos, há uma cópia completamente ilegalizada.

Introdução[editar]

Introdução a todas as introduções da história

Desde o início dos tempos, o homem busca fazer uma síntese de todo o seu trabalho, sempre buscando introduzir ao leitor de uma forma rebuscada. Um bom exemplo é a independência do Brasil, que foi feita bem antes do

Introdução à Introdução à introdução à introdução ao livro Desculpe-me Leitor. Escrevo do porão de um hospício, e, mesmo com dezessete cadeados, alguém entrou aqui. Irei deixar aquela introdução para mostrar as condições precárias em que escrevo, e para que entenda por que esse livro é tão sem sentido. Na próxima introdução, haverá um breve texto ao livro.

Introdução à introdução à introdução ao livro Atenção: Esse livro nada trará a você, caro leitor, nem para melhor nem para pior.

Introdução à introdução ao livro Esse livro, além de nada trazer a você, é completamente filosófico e maçante.

Introdução ao livro Uma filosofia nova antiga diz:

Jack morava num hospício. Todos os dias eram o mesmo: Ele se levantava às 8:00, como já dormia trocado, ia direto para a mesa de café da manhã que, curiosamente não tinha café nem qualquer coisa quente para que os loucos não se queimassem, depois disso saía para dar uma volta no parque interno do hospício, que curiosamente não tinha nada, apenas um teto para que fosse sombra e não sol. Então ele ia se divertir com seus amigos que curiosamente não sabiam como se divertir e ficavam parados, Jack então, sentava-se à mesa para almoçar. Depois de ter fingido que almoçou, ele ia dormir, fingia que dormia e depois tomava banho de verdade, que curiosamente não tinha água para que os loucos não se afogassem, tomava remédio e dormia, e assim terminava mais um dia cansativo de Jack.

Esta introdução serviu apenas para mostrar como esse livro é. Maçante e que não mudará nada na sua vida.

Lar[editar]

  • Nosso lar é como uma ilha particular em um mar público, a não ser que essa ilha esteja repleta de nativos canibais.
  • O nosso lar é o lugar onde dormimos praticamente todos os dias a não ser que você seja uma prostituta.
  • É no lar que fazemos nosso dever de casa, muitas pessoas chamam a escola de lar.
  • Muitas pessoas dizem que moram num hospício. Geralmente elas não moram num hospício.

Família[editar]

  • Família é definida como as pessoas que vivem no lar, ou fora dele.
  • Um sábio um dia disse:“Eu sou seu pai!” Esse sábio se chamava Darth Vader.
  • Família é o grupo formado pelas pessoas que te amam e quando você morre, elas brigam pela sua herança.

Escola[editar]

  • Os para casas servem para passar mais tempo na escola do que eles dizem que passamos.
  • Escola é um termo sofisticado para “lugar onde nós dormimos, falamos com os amigos e percebemos que nada servirá”.
  • Os professores, na verdade são legais.
  • A escola é estranha.

Trabalho[editar]

  • No trabalho fazemos (por incrível que pareça) coisas legais, mas nada se compara a hora de ir embora.
  • Existem trabalhos de vários tipos, mas todos são iguais.
  • Algumas pessoas não trabalham.

Entretenimento[editar]

  • Desconfie de pessoas que te mostram artigos engraçados..
  • Músicas podem acabar com relacionamentos. Ou com o mundo.
  • Se você ouvir uma música tente não acabar com o mundo.
  • Se for ver um filme ou teatro, vá de armadura, para não ser atacado por piratas espaciais com dentes afiados.
  • Alguns filmes são tão ruins que ganham Oscars.

Literatura[editar]

  • A Desciclopédia não conta como ler.
  • Às vezes um livro chega a dar sono.
  • Com um livro você pode viajar sem sair do lugar.
  • Muitos entendem literatura como ler, mas é ler e escrever.
  • Ler é um dos maiores mistérios prazeres da vida.
  • Se quiser ler, leia algo melhor do que isso.

Viagens[editar]

  • Se for viajar, tenha certeza de onde vai, onde vai ficar, o que vai fazer, e se está a quatro metros de sua casa.
  • Você pode muito bem viajar sem sair do lugar.
  • Você também pode viajar na maconha maionese.
  • Viajar pode ser muito bem uma tática para se livrar do serviço, a não ser que você viaje a serviço.
  • Muitas pessoas arrumam uma ou duas malas para viajar, mas você só precisa de uma calça, uma blusa, duas meias e cento e cinqüenta livros.
  • Nunca visite um hospício.

Assuntos do Coração[editar]

  • O coração é dividido em átrios e ventrículos.
  • Seus sentimentos não vem do coração e sim do cérebro.
  • Seu coração partido pode ser a alegria dos outros.
  • Nem sempre o coração funciona. (neste caso, procure um médico)
  • O coração bate mais rápido quando estamos beijando ou quando estamos caindo de uma altura de sessenta andares para cair em pedras pontudas.
  • O coração bate mais rápido quando eu vejo a Suzane. (quem foi o retardado que escreveu isso????)

Miscelânea[editar]

  • Misturando várias coisas você tem uma vitamina, a não ser que você misture um carburador, sua professora, areia, um celular e vinte quilos de cimento.
  • A mistura de cores resulta em uma cor só.
  • A mistura de muitos assuntos pode dar em assunto nenhum.
  • Se você for um alienígena, cuidado para não se queimar.
  • Um porão é como cocô de cachorro: fede, e você pode encontrar coisas que não pensaria estarem ali.
  • Existem pessoas que não tem o que fazer. Ficam editando a Desciclopédia como eu.
  • Louco é aquele que pensa que é normal, e mais louco é aquele louco normal, e normalmente louco é o louco não normal, sendo mais normal que o normal louco.
264939.jpg ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.