Pintor

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Konalisa.jpg Este artigo é relacionado às artes.

Este artigo louva Rafael.

Mattgroening.jpg Ai, minha mão, porra!

Este artigo é sobre algum desenhista, rabisqueiro ou uma pessoa que não conseguiu emprego de pintor. Ele passa a madrugada desenhando, tem calos no lugar das digitais e é viciado em filmes de violência. Se vandalizar, Ziraldo passará a borracha em você!


Tudo pela arte.

Pintor, tanto faz se é um artista plástico ou um pintor de parede(se que seja afresco ou fresco): Ambos cobrem superfícies com tinta, portanto pintor é tudo a mesma coisa, mas só pra tu não reclamar com essa carinha singela de mongo, explicarei com mais detalhes a seguir, por enquanto saiba que brocha nesse caso nada tem haver com viagra, ou óleo de peroba, isso não deve ter a menor graça, pergunte ao seu avô, dependendo da cara que ele fizer, nem é preciso que ele responda, até você vai entender.

Pintando[editar]

Cut.. cut... cut...

Pintor antes de mexer com tinta, costumava criar pintos em uma granja especializada. Ele apreciava os mais amarelinhos, que até chorava quando eles se transformavam em frangos e embranqueciam, mas isso era até novos saírem dos ovos tão logo as galinhas chocassem. O pintorera muito mais especialista em pintos, do que em galos, galinhas, frangos e franguinhas. Quem ele mais amava eram os clientes que compravam os pintinhos para mascote, acreditando que eles jamais iriam para a panela... Coitado... Sua decepção foi quando viu que, assim que cresciam, se tornando frangos, impiedosamente eram assados, ou cozidos, ou fritos...

Ao descobrir o pintor pensou em criar periquitos que são pássaros parecidos com os pintos, mas não crescem mais do que aquilo, e ainda cantam: Segunda decepção: O periquito foi engolido por sua gata de estimação o que o fez chorar por três dias. Com os olhos inchados, ele resolveu fazer pintura a dedo com oque restara do sangue do pobre bichinho. Incrivelmente saiu um quadro legal, que foi apreciado pela sua vizinha, ela havia comido um dos frangos, mas ele achava que não adiantava guardar rancores, assim quando ela pediu para comprar a pintura, ele que ia sim, colocar o quadro na lápide de seu periquito, resolveu aceitar, mas pintou outro com um sulco vermelho extraído de uma planta. Sempre expressando toda sua emice dor.

Notando que estava ganhando muito mais do que com as galinhas, pintos, pavões, periquitos, etc... Ele resolveu continuar com a sua arte, mas assim mesmo, por ter vivido cercado por tantos pintos, continuaram chamando ele de pintor. Desta forma ele acabou por batizar a todos os que vieram depois dele, que além de tudo, havia desenvolvido a tinta. Muitas pessoas, ao invés de um pedaço de tela, queriam que ele pintasse as paredes de suas casas, como era sempre melhor passar uma tinta em tudo antes, acabou por desenvolver a pintura de parede mesmo, não artística e, essa até você sabe fazer.

Desenvolvimento da arte[editar]

Olhar de quem vai criar.
Arte abstrata, pode notar...
Agora não tem mais jeito.

A tinta é a melhor amigona de qualquer pintor, ela quem faz o que ele está em mente existir sobre uma superfície. Imagine então que a primeira tinta foi mesmo o sangue do amado bichinho de estimação do primeiro pintor... A tinta não poderia ser outra coisa para os pintores, senão sagrada. A tinta também o ama, pois sem ele ela nada mais é do que uma solução química sem muito préstimo, a não ser que vá cobrir uma superfície, formando ou não algo.

Os pintores, sendo artistas plásticos, sabem que podem fazer qualquer coisa, no dias atuais, que será então considerado arte, o que não significa que, chega às vias do ridículo em achar que, como algumas celebridades se expressão mostrando a mais pura merda em exposições, pois tudo tem limites. E em geral, ainda que um verdadeiro artista plástico faça alguma porcaria, ele sempre sabe fazer coisas que pode ser consideradas aprazíveis mesmo, diferente de celebridades de cu colorido, e ninguém sabe quem foi o pintor do cu colorido dessas celebridades até hoje, ainda se fosse um bom, como a da gostosa da imagem dessa sessão...

Apreciar também[editar]