Shaka Zulu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Shaka Zulu de Vera Verão Lafon (também conhecido como Tshaka Tchaka na Chaka) foi um chefe tribal Zulu (aquele negão do Big Brother alguma coisa e exímo jogador de xadrês, e com essa qualidade conseguiu transformar a pequena aldeias dos Zulu em um grande ipério que deu trabalho para os britânicos, que só sabiam mesmo é que o cavalo anda em L.

Seu pai, Senzanganakhona, chefe do clã Talaricato, era um baita de um pulador de cerca e foi dar uns pegas na vizinha, sua mãe, e por isso foi expulso de sua aldeia e obrigados a viver refugiados entre um clã inferior e bem mais pobre chamado Mthethwa, o que não faz diferença nenhuma pois na África não importa se você vive num clã ou no deserto, você vai ser magrelo, fodido, faminto e com sorte, aidético.

Quando percebeu cabelos estranhos crescendo em seu saco, soube que atingira a puberdade e foi assim se juntar aos outros garotos da sua idade, fontes confiáveis dizem que foi aí onde Shaka descobriu o sexo, juntamente com seus amiguinhos, afinal com tanta testosterona e um monte de moleque andando pelado por aí, fazer troca-troca era considerado bonito e másculo naquela época, 300 anos antes da banda Restart.

mesmo tendo um passado do lado rosa da força, quando virou general dos Zulu Shaka já era um cabra macho bravo pra burro, tanto que mudou a tática de guerra dos Zulu que dizia "Atacar e correr" para "Atacar, Perseguir e Aniquilar o Inimigo".

Depois de muitas glórias como general, até mesmo o mais macho dos africanos foi assassinado, sabe-se lá por quem ou aonde, no dia 22 de setembro de 1828.