The Final Frontier

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Were-Only-in-It-for-the-Money.png Este artigo se trata de um álbum

E provavelmente tem só duas músicas que prestam.

Conheça o resto da playlist clicando aqui.

Cquote1.png The final frontier, the final frontieeeer... Cquote2.png
Bruce Dickinson sobre The Final Frontier
Cquote1.png Toca Fear of The Dark! Cquote2.png
tr00 sobre The Final Frontier
Cquote1.png Esses caras não lançam nada bom desde Seventh Son of Seventh Son Cquote2.png
Fã com mais de 30 anos sobre The Final Frontier
Cquote1.png Aff, mais um Old School perdido no tempo... Cquote2.png
Eu sobre citação acima

Capa do álbum, na qual Eddie, agora um alien, aparece fazendo uma boquinha.

Cquote1.png Mas Seventh Son of Seventh Son não tinha uma qualidade de áudio tão boa Cquote2.png
Fã com menos de 20 anos sobre The Final Frontier
Cquote1.png Parece a abertura do Globo Repórter Cquote2.png
Técnico de Som sobre Satellite 15... The Final Frontier
Cquote1.png My throat hurts Cquote2.png
Bruce Dickinson sobre Isle of Avalon
Cquote1.png Our fingers hurts too Cquote2.png
Dave Murray e Janick Gers sobre El Dorado

The Final Frontier é o 15º álbum da banda do inferno britânico Dama de Ferro.

Criação[editar]

Steve O' teve a inspiração para o álbum depois de assistir uma maratona de Star Trek,

I haven't a chance of getting away, make your time

e chamou Adrian Smith e Bruce-sem-cabelo para começar a compor as músicas. O material era bom, Gers e Murray ajudaram cada um com uma música. Mas não era sufuciente. Faltava a música título álbum. Até que o baterista MC Nick Brain, que não tinha feito porra nehuma, mostrou uma certa página da Desciclopédia para banda, e a inspiração bateu. Assim nasceu Satellite 15... The Final Frontier.

Cquote1.png Pra que as reticências? Cquote2.png
Você sobre Satellite 15... The Final Frontier

Músicas[editar]

Satellite 15... The Final Frontier[editar]

A primeira música do álbum fala sobre um astronauta emo. O único motivo de ele estar no espaço era que ele queria mostrar seu suicídio em rede nacional enquanto estava a bordo da Apollo 42. Só que, por algum motivo, a transmissão foi cortada a a nave pifou. Ele entra em pânico e começa a chorar. Depois da metade da música, ele percebe que vai morrer mesmo, fica puto e começa a se transformar em cabra-ômi. A batida da música muda de um tecnobrega para um rock pauleira e Chuck Norris perdoa o cara. Ele ainda morre, mas vai direto pra o inferno beber com Jeremias e o cão.

El Dorado[editar]

El Dorado, step this way

El Dorado conta a história de um guia turístico que promete levar os turistas gringos até a cidade de ouro. Só que depois do solo da música (depois de um solo, toda a história da música pode mudar), o tal guia se revela um monstro perverso que estragou as férias dos gringos.


Mother of Mercy[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Mother of Mercy (Iron Maiden)

Cquote1.png Você quis dizer: Call Of Duty Cquote2.png
Google sobre Mother of Mercy
Essa canção deveria estar no álbum anterior, mas foi colocada aqui para o álbum ter mais de 1 hora.

Coming Home[editar]

Mais uma música pra encher linguiça. Uma balada romântica, a segunda da história da banda.

The Alchemist[editar]

Edward é metaleiro, porra!

Trilha sonora do filme Fullmetal Alchemist:Brotherhood. A única canção em que as guitarras são parecidas com outras músicas mais antigas, provavelmente porque foi composta há muitos anos e tiveram vergonha de lança-lá, para não serem chamados de otakus

Isle of Avalon[editar]

Rising slowly to the call of Avalon

Cquote1.png QUE MÚSICA FOOOOODDAAAAAAA Cquote2.png
tr00 sobre Isle of Avalon
Ópera de 9 minutos sobre o aquecimento global e reencarnação, ou alguma coisa igulamente sinistra. Só alcança essa duração porque os 3 guitarristas alternam solando com um robô pré-programado, e mias 2 minutos de repetição do verso de abertura.

Starblind[editar]

História de um fã de Stevie Wonder, que ficou cego por burrice por ficar tanto tempo olhando pro Sol.

The Talisman[editar]

A mais pedida nas rádios Cubanas, The Talisman fala sobre imigrantes ilegais tentando atravessar o pacífico em cima de duas pranchas de surf de isopor. Mas eles encontram uma tempestade no caminho, e o drama começa. No final, eles chegam à costa americana, mas de tanto tempo se comer, sem beber e sem fazer outras necessidades, o marinheiro acaba por virar emo, desejando a morte ao invés de se deliciar com as gostosas da praia de Miami.

The Man Who Would Be King[editar]

A canção começa como uma baladinha lenta, e depois se revela como um dos riffs mais FODAS da banda. E depois, um dos solos mais FODAS do álbum. O autor desse artigo gosta de escrever "foda" com caixa alta porque isso faz dele FODA. Se você for tr00 de verdade, você TERÁ um orgasmo com essa música.

When The Wild Wind Blows[editar]

Cquote1.png Isso non ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre When The Wild Wind Blows

Música sobre o fim do mundo (O RLY?). Mostra a reação de certas pessoas ao saber que o mundo vai acabar, que seria, na ordem:

  • Refletir
  • Enlouquecer
  • Estocar alimentos para tentar sobreviver
  • Dizer adeus a seus entes queridos
  • Suicidar-se
  • Ser achado abraçado com sua mulher, seus vidros de veneno derrubados perto de suas roupas; no dia que os dois confundiram um terremoto com o fim do mundo; só mais outro enquanto o vento selvagem não sopra.